terça-feira, 29 de julho de 2014

E quando a minha cabeça começa a querer explodir com tantos pensamentos que nem eu sei como foram parar ali? O que eu faço?
Quando nós sabemos qual é a hora exata de fazer alguma coisa? Quando nós sabemos se é ou não é? Quando nós sabemos se realmente sabemos?
As circunstancias da vida andam provando que o meu ser não é concretizado, que eu sou apenas uma idéia vagando dentre milhares de outros "seres-ideias". E como deixar de ser dúvida, de ser só uma existência de corpo e passar a ser de alma?
É tão mais fácil viver assim? Até que é, mas não vale a pena. Não vale viver sem porque, sem razões só porque um dia o fim chega. Não vale.
No final, dizer que valeu a pena é o que vai constar e mesmo que muita das vezes, eu, você, não consiga controlar os pensamentos perdidos dento de nossas cabeças, a coisa mais certa a se fazer, é focar no porque de tudo o que foi vivido, de tudo que foi planejado e dado certo ou até errado e fazer valer a pena o que se existe de melhor, o agora.

3 comentários:

  1. Adorei este texto, gostaria de divulgá-lo no meu blog?

    Beijo!

    Evelyn Oliveira
    cupcakerock.blogspot.com
    @evelyncmo

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir